De olho na MPD

Conheça a diversidade e a consistência dos vinhos australianos

Do Chardonnay ao Shiraz, a Austrália conquistou o mercado internacional com seus aromas frutados e intensos. 

 

Conhecida principalmente por seus rótulos brancos — sobretudo os Chardonnay —, a Austrália é o sexto maior produtor e quinto exportador de vinhos do mundo. Apesar de ter mais de 200 anos de história na produção de vinhos, o país começou a fazer sucesso com a exportação na década de 1980. Desde então, a fama internacional dos vinhos da terra dos cangurus não parou de crescer e, embora não sejam tão populares no Brasil, eles são bastante apreciados mundo afora, sempre conhecidos por sua qualidade e consistência. 

 

As principais regiões australianas

 

Banhada por dois oceanos e com cerca de 7,7 milhões de km2, a Austrália tem um clima propício à produção vitivinícola: a presença do sol, a baixa umidade e a influência do mar são algumas das características que favorecem o cultivo das uvas. O país tem seis principais regiões produtoras de vinhos: New South Wales, Queensland, South Australia, Tasmania, Victoria e Western Australia. 

 

Apesar de muito variados, o que se deve à sua grande extensão territorial, os rótulos australianos são conhecidos especialmente por seus sabores frutados e vibrantes. Essas características tornam os vinhos australianos fáceis de beber, o que faz com que sua aceitação seja grande por parte de consumidores nos mais diversos países.

 

Chardonnay: a rainha das brancas

 

A uva Chardonnay é a mais conhecida e a mais plantada no país. A popularidade tornou a uva de origem francesa muito utilizada em experimentações, o que faz com que os vinhos produzidos com a casta tenham características bastante distintas entre si, podendo ser vibrantes ou mais delicados, com aromas mais frutados ou minerais, e assim por diante.

 

Shiraz: os tintos da Austrália

 

Nada de Cabernet Sauvignon. Os tintos mais populares da Austrália são os Shiraz – casta que ganhou até mesmo uma grafia diferente, que se popularizou pelo novo mundo dos vinhos, diferente da tradicional Syrah, como é conhecida no velho mundo. Assim como os Chardonnay, os vinhos Shiraz australianos podem variar muito de acordo com a região onde são produzidos. Os terroirs de clima mais quente produzem vinhos mais ricos e encorpados, enquanto os Shiraz de clima frio costumam ser mais leves. 

 

Quer saber mais sobre vinhos?

A MPD conta para você. Estamos sempre trazendo novidades sobre o universo fascinante dos vinhos no nosso blog, desde os principais países produtores até dicas para montar uma adega na sua casa. Clique aqui e confira.

Posts Relacionados
De olho na MPD

Soul Itapecuru: modernidade e convivência em um só lugar

De olho na MPD

Lina Bo Bardi: conheça a leveza do design de um dos maiores nomes da arquitetura nacional

De olho na MPD

Ladrilho hidráulico: versatilidade para levar vida e cor a qualquer estilo de decoração

De olho na MPD

Hera Perdizes: um empreendimento à altura de um dos melhores bairros de São Paulo

FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS DA MPD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *