Lifestyle & Decoração

Uma volta pela ciclovia da Av. Sumaré, uma das mais conhecidas da cidade

Trecho liga a região oeste ao centro de São Paulo, ajudando na mobilidade urbana da região.

Responsável por interligar a zona oeste ao centro paulistano, a ciclovia da Av. Sumaré passa pelo parque da Água Branca, pela Av. do Pacaembu, Santa Cecília, Higienópolis, interligando à Praça da República e locais próximos. O espaço, que ajuda na mobilidade urbana, teve sua inauguração em 1996, com 2,5 km. À época, mesmo sendo um local destinado aos ciclistas, muitos pedestres o utilizavam para caminhadas, corridas e até mesmo passeios com cachorros.

Com um início conturbado, com falta de semaforização e de pinturas nos cruzamentos e retornos, a ciclovia da Av. Sumaré teve algumas fases. Uma delas foi em 2012, quando, por uma intervenção de um vereador, o local foi transformado em espaço para passeio, causando dúvidas entre o pedestre e o ciclista. Dois anos depois, em 2014, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bateu o martelo, definindo o local como espaço compartilhado entre os ciclistas e pedestres. Para deixar claro o novo posicionamento da ciclovia da Av. Sumaré, foram instaladas diversas placas ao longo dos quase 3 km informando sobre o compartilhamento.

Juntamente com a linha de Metrô Verde, a ciclovia da Av. Sumaré consolida Perdizes como uma das regiões de São Paulo que oferece uma das melhores mobilidade urbana, com opções de qualidade aos moradores e trabalhadores do bairro.

Malha cicloviária em São Paulo

Atualmente, a capital paulistana possui mais de 500 km de rede cicloviária, sendo mais de 473 km de ciclovias e 30 km de ciclorrotas. Além de trazer benefício ao trânsito local, já que os carros dão lugar às bicicletas, que se tornam opção número um para muitas pessoas, as ciclovias contribuem na redução de acidentes. Um estudo da CET, de 2019, trouxe um importante dado relacionado à segurança. O número de acidentes diminuiu aproximadamente 38%, em média, por ano, em locais que possuem ciclovias e ciclofaixas. A pesquisa avaliou trechos da região oeste de São Paulo, onde Perdizes está localizado.  

MPD investe em Perdizes 

Muito mais do que um bairro com mobilidade de ponta e infraestrutura completa de lazer e cultura, Perdizes se destaca por oferecer qualidade de vida aos moradores. O distrito possui o terceiro maior Índice de Desenvolvimento Humano (IHD) da cidade, tornando-se uma região amada por quem vive por lá. A MPD sabe a potência e a importância do bairro, por isso, investe em um empreendimento de alto padrão. Saiba mais

Posts Relacionados
Lifestyle & Decoração

Poltrona Mole: conheça o conforto esparramado dessa peça icônica do design

Lifestyle & Decoração

Poltrona Bowl: vanguarda e irreverência nesta peça icônica de Lina Bo Bardi

Lifestyle & Decoração

O design e as curvas de Oscar Niemeyer

Lifestyle & Decoração

Saiba onde praticar esportes em Alphaville

FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS DA MPD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *